menu_topo

Glossário de Física

Prof. Luiz Ferraz Netto
leobarretos@uol.com.br 

— L —

laser. Um dispositivo que funciona com base no princípio da amplificação da luz por emissão estimulada de radiação.

lei. Uma conclusão científica que se torna de aceitação geral; um princípio.

lei da conservação da estranheza. Em interações nucleares fortes, a soma aritmética dos números de estranheza permanece constante.

lei da conservação da matéria e energia. A matéria e a energia são permutáveis; a quantidade total de matéria e energia no Universo permanece constante.

lei da conservação da quantidade de movimento. Quando não há forças externa agindo em um sistema de corpos em movi mente, a quantidade de movimento total d sistema permanece constante.

lei da conservação dos bárions. Quando um bárion se desintegra ou reage com outra partícula, o número de bárions permanece constante.

lei da conservação dos léptons. Em uma reação nuclear da qual participam léptons a soma aritmética dos números leptônicos é zero. 

lei da eletrostática, primeira. Cargas de mesmo sinal se atraem; cargas de sinais contrários repelem-se.

lei da emissão fotoelétrica, primeira. A taxa de emissão de fotoelétrons é diretamente proporcional à intensidade da luz incidente.

lei da emissão fotoelétrica, segunda. A energia cinética dos fotoelétrons é independente da intensidade da luz incidente.

lei da emissão fotoelétrica, terceira. Dentro da região das freqüências efetivas, a energia cinética máxima dos fotoelétrons é diretamente proporcional à freqüência da luz incidente.

lei da paridade. O princípio de que para cada processo na natureza existe um outro, tipo imagem em espelho, que é indistinguível do processo original.

lei da recessão das galáxias. A velocidade de recessão das galáxias aumenta na taxa de 172 km/s/milhão de anos-luz.

lei da termodinâmica, primeira. Quando o calor é convertido em outra forma de energia, ou vice-versa, não há perda de energia.

lei da termodinâmica, segunda. É impossível, a uma máquina, transferir calor de um corpo para outro em temperatura mais elevada, a menos que se aplique trabalho à máquina.

lei da troca de calor. Em qualquer sistema em que haja transferência de calor, o calor liberado pelos corpos quentes é igual ao recebido pelos corpos frios.

lei de Boyle. O volume ocupado por um gás seco varia inversamente com a sua pressão, desde que a temperatura permaneça constante.

lei de Charles. O volume de um gás seco é diretamente proporcional à sua temperatura Kelvin, desde que a pressão permaneça constante.

lei de Coulomb da eletrostática. A força entre duas cargas puntiformes é diretamente proporcional aos seus valores e inversamente proporcional ao quadrado da distância entre elas.

lei de Coulomb do magnetismo. A força entre dois pólos magnéticos é diretamente proporcional às intensidades dos pólos e inversamente proporcional ao quadrado da distância entre eles.

lei de Dalton das pressões parciais. A pressão total exercida por uma mistura de gases é a soma das pressões parciais exercidas pelos gases componentes.

lei de Faraday, primeira. A massa de um elemento, depositada durante a eletrólise, é diretamente proporcional à quantidade de eletricidade ‘que atravessa a célula eletrolítica.

lei de Faraday, segunda. As massas de vários elementos depositadas durante a eletrólise, pela mesma quantidade de eletricidade, são diretamente proporcionais aos respectivos equivalentes químicos.

lei de Hooke. Dentro dos limites da elasticidade perfeita, a deformação é diretamente proporcional ao esforço aplicado.

lei de Joule. O calor desenvolvido em um condutor é diretamente proporcional à resistência do condutor, ao quadrado da corrente e ao tempo em que ela circula.

lei de Kirchhoff, primeira. A soma algébrica das correntes em qualquer nó de um circuito é igual a zero.

lei de Kirchhoff, segunda. A soma algébrica de todas as variações de potência que ocorrem em um circuito é igual a zero.

lei de Lenz. A corrente induzida tem sempre direção tal que sua propriedade magnética se opõe à variação que induz a corrente.

lei de Newton da gravitação universal. A força de atração entre dois corpos é diretamente proporcional ao produto de suas massas e inversamente proporcional ao quadrado da distância entre seus centros.

lei de Newton do movimento, primeira. Um corpo continua em seu estado de repouso ou de movimento, a menos que sobre ele atuem forças desequilibradas.

lei de Newton do movimento, segunda. A aceleração de um corpo é diretamente proporcional à força exercida sobre ele, inversamente proporcional à sua massa, e tem a mesma direção que a força.

lei de Newton do movimento, terceira. Para cada força ou ação existe uma outra igual e oposta.

lei de Ohm. A razão entre a f. e. m. aplicada em um circuito fechado e a corrente que nele circula é uma constante.

lei dos gases perfeitos. A relação que define o comportamento de um gás ideal, pV = (m/M)RT, onde p é a pressão do gás, V o seu volume, m sua massa, M sua massa molecular, R a constante universal dos gases perfeitos e T a sua temperatura Kelvin.

lente côncava ou convergente. Uma lente que é mais espessa no meio que nas bordas, e diverge raios de luz paralelos.

lente convexa ou divergente. Uma lente que é mais espessa nas bordas que no meio, converge raios luminosos paralelos.

ligação covalente. Ligação entre átomos resultante do partilhamento de elétrons.

ligação iônica. A ligação entre átomos resultante de transferência de elétrons.

ligação metálica. Ligação entre átomos produzida pela formação de um gás eletrônico.

limiar de audibilidade. A intensidade do mais fraco som médio audível, 10i6 watt/cm2.

limiar de dor. O nível de intensidade superior para os sons audíveis.

limite elástico. O menor esforço que produz uma distorção ou deformação permanente em um material.

linha aclínica. Uma sucessão de pontos na superfície terrestre, em que o mergulho da agulha magnética é nulo.

linha de força. Uma linha traçada de modo que uma tangente a ela, em qualquer ponto, indica a orientação do campo elétrico (ou magnético) neste ponto.

linha isoclínica. Uma linha traçada pelos pontos de igual inclinação magnética na superfície da Terra.

linha isogônica. Uma linha traçada pelos pontos da superfície terrestre que possuem igual declinação magnética.

linhas de fluxo. Uma linha traçada de modo que uma tangente a ela, em qualquer ponto, indica a direção do campo magnético.

liquefação. A produção de um líquido a partir de matéria em outro estado físico.

líquido. O estado da matéria que se caracteriza por volume definido mas ausência de forma própria.

litro. Uma unidade de capacidade no sistema métrico; o volume igual a um decímetro cúbico.

lúmen. A unidade de fluxo luminoso; o fluxo luminoso em uma superfície unitária cujos pontos estão todos à unidade de distância de uma fonte puntiforme de uma candeia.

luminoso. Visível por causa da energia emitida por suas partículas oscilantes.

luz. A faixa de freqüências da energia radiante que é percebida visualmente por um observador.

luz infravermelha. Ondas eletromagnéticas mais longas que a luz visível porém mais curtas que as ondas de rádio.

luz monocromática. Luz constituída por uma única cor.

luz polarizada. Luz em que as vibrações ocorrem em um único plano perpendicular ao raio.

luz policromática. Luz composta de várias cores.

luz ultravioleta. Radiações eletromagnéticas de comprimentos de onda mais curtos que a luz visível, porém mais longos que os raios X.


Próxima consulta:

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V X Y W Z

Copyright © Luiz Ferraz Netto - 2000-2008 ® - Web Máster: Todos os Direitos Reservados
Nova pagina 1