menu_topo

Glossário de Física

Prof. Luiz Ferraz Netto
leobarretos@uol.com.br 

— R —

radar. A técnica de detetar, por meio de 'ecos' de rádio, a presença de objetos e determinar sua direção e distância; o aparelho usado para isto. (Radio Detection and Ranging.) Radar.

radiano. Uma unidade de medida angular; o ângulo que, quando tendo seu vértice no centro de um círculo, subentende na circunferência um arco de comprimento igual ao raio; aproximadamente 57,3o.

radioatividade. A desintegração espontânea e não-controlável de um núcleo atômico, com a emissão de partículas e raios gama.

radioisótopo. Um isótopo de um elemento, que é radioativo.

raio. Uma linha única de luz, proveniente de uma fonte luminosa (uma abstração geométrica).

raio gama. Onda eletromagnética de alta energia, emitida pelo núcleo de um átomo radioativo.

raios catódicos. A emissão que emana de um cátodo; elétrons.

raios cósmicos. Partículas de alta energia provenientes, aparentemente, de fora de nosso sistema solar.

raios positivos. Raios provenientes de furos no cátodo, do lado oposto ao ânodo de um tubo de descarga; íons de carga positiva.

raios X. Radiações eletromagnéticas invisíveis, de grande poder de penetração.

rarefação. A região de uma onda longitudinal na qual as partículas vibrantes estão mais afastadas que a sua distância de equilíbrio.

reação em cadeia. Uma reação na qual o material ou energia que lhe dá partida é também um dos produtos; uma reação auto-sustentada.

reação nuclear. Uma transformação na identidade dos núcleos atômicos.

reação química. Uma reação na qual são formadas novas substâncias, com novas propriedades. Também chamada transformação química.

reatância. A oposição não-resistiva à corrente, em um circuito de corrente alternada.

reatância capacitiva. Reatância, em um circuito de corrente alternada, devida à capacitância, e que produz um retardo na tensão elétrica.

reatância indutiva. Reatância, em um circuito de corrente alternada, devida à indutância, e que produz um retardo na corrente elétrica.

reator nuclear. Um dispositivo no qual a fissão controlada de materiais radioativos produz novas substâncias radioativas e energia.

rede de difração. Uma superfície óptica, transmissora ou refletora, com vários milhares de ranhuras paralelas e igualmente espaçadas, gravadas nela.

redução. O ganho de elétrons por uma substância.

refletância. A razão entre a luz refletida por uma superfície e a luz nela incidente, expressa em percentagem.

reflexão. O retorno de uma onda na superfície de separação de um meio.

reflexão total. A reflexão da luz na superfície de separação de dois meios transparentes, quando o ângulo de incidência é maior que o ângulo limite.

refração. O desvio de uma perturbação ondulatória, quando a mesma passa obliquamente de um meio para outro de densidade diferente; (alteração do valor da velocidade média).

refração dupla. A propagação da luz através de certos cristais, em velocidades diferentes, determinadas pela orientação dos planos de luz na estrutura do cristal.

regelo. A fusão de uma substância sob pressão e o novo congelamento quando cessa a pressão. 

regra de Ampère (condutor reto). Segura-se o condutor com a mão esquerda, com o polegar estendido no sentido da corrente de elétrons. Os dedos envolvem o condutor na 'direção' do fluxo magnético.

regra de Ampère (solenóide) Segura-se o solenóide com a mão esquerda, com os dedos circundando-o no sentido da corrente de elétrons. O polegar estendido aponta para o pólo N do solenóide.

regra do gerador. Estendem-se os dedos polegar, indicador e médio da mão esquerda, de modo a formarem ângulos retos entre si; apontando-se o indicador na direção e sentido do fluxo magnético e o polegar na direção e sentido em que o condutor esta se deslocando, o médio indicará a direção e o sentido da corrente eletrônica induzida.

regra do motor. Estende-se o polegar, o indicador e o médio da mão direita, de modo a formarem ângulos retos entre si; apontando-se o indicador na direção/sentido do fluxo magnético e o médio na direção/sentido da corrente eletrônica, o polegar indicará a direção/sentido do movimento do condutor.

rendimento. A razão entre o trabalho útil fornecido por uma máquina e o trabalho motor por ela recebido.

reostato. Uma resistência variável.

resistência. A oposição ao fluxo de eletricidade.

resistência ao avanço. A componente horizontal das forças que atuam sobre a asa de um avião, e que tende a retardar o movimento do aparelho através do ar.

resistência à tração. A força necessária para romper uma haste ou fio de área unitária de seção reta.

resistência dinâmica de placa. Uma constante das válvulas eletrônicas; a oposição ao fluxo de elétrons do cátodo para a placa.

resistividade. A resistência de uma amostra de material com dimensões especificas.

ressonância. (1) A indução de vibrações de taxa natural na matéria, por uma fonte vibrante tendo a mesma freqüência ou outra dentro de uma relação simples. (2) A condição em um circuito de corrente alternada na qual as reatâncias indutiva e capacitiva são iguais e se cancelam.

ressonância em série. Uma condição na qual a impedância de um circuito em série contendo resistência, indutância e capacitância é igual à resistência do circuito, e a tensão elétrica no mesmo está em fase com a corrente elétrica.

resultante. Um vetor que representa a soma algébrica ou geométrica de vários componentes.

retificador. Um dispositivo para transformar corrente alternada em corrente contínua.

roentgen. Uma unidade de medida de exposição à radioatividade; a quantidade de radiação gama que produzirá 1,61x1012 pares de íons quando absorvida em um grama de ar.

ruído. Som produzido por vibrações irregulares na matéria.


Próxima consulta:

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V X Y W Z

Copyright © Luiz Ferraz Netto - 2000-2008 ® - Web Máster: Todos os Direitos Reservados
Nova pagina 1