menu_topo

Fale com o professor Lista geral do site Página inicial Envie a um amigo Autor
Tensão superficial - 1

Prof. Luiz Ferraz Netto
leobarretos@uol.com.br

Objetivo
Mostrar que a superfície da água (e dos líquidos em geral) tem um comportamento peculiar; nela aparecem forças que tentam impedir que a superfície se divida ou se rompa.

Material

  • Recipiente de margarina

  • Giletes

  • Agulha pequena

  • Água

  • Papel-jornal

Procedimento

Ø Encha completamente o recipiente de margarina com água.

Ø Deixe cair uma gilete em posição vertical sobre a água - os alunos observarão como ela afunda.

Ø Pegue outra gilete com os dedos polegar e indicador e deposite-a, na posição horizontal, sobre a superfície da água. Ela não afunda.

Ø Faça os alunos observarem a superfície da água perto da gilete. Mostre a curva que a superfície da água faz para passar por baixo da gilete.

Ø Repita a experiência, soltando a gilete na posição horizontal, 1cm abaixo da superfície (mergulhe dedos e gilete na água). Observe como a gilete afunda, mostrando que as tais forças que fazem a superfície da água ficar parecida com uma película é só um fenômeno de superfície e não vale lá dentro da água.

Ø Com um pouco de cuidado, poderá fazer flutuar uma agulha e observar a deformação da superfície da água (o que conseguirá, com bastante facilidade, colocando um pedacinho de papel-jornal sobre a superfície da água e sobre ele a agulha; o papel, ao molhar, afundará e a agulha ficará flutuando). Lembre aos alunos o caso daqueles insetos que andam sobre a água.



Copyright © Luiz Ferraz Netto - 2000-2011 ® - Web Máster: Todos os Direitos Reservados

Nova pagina 1