menu_topo

Fale com o professor Lista geral do site Página inicial Envie a um amigo Autor

Transmissão do Som

Prof. Luiz Ferraz Netto [Léo]
leobarretos@uol.com.br

Objetivo
Mostrar que a transmissão do som, no ar, se faz por meio de ondas. Introduzir o conceito de ondas estacionárias.

Material
Tubo de ensaio ou tubo plástico transparente, 15 cm de comprimento
e ø 1,5cm
Rolha de cortiça
Lixa
Isopor
Papel celofane
Tira elástica ou linha
Apito (de aniversário --- bem agudo)

Construção

  Se utilizar o tubo plástico, coloque um pedaço de isopor para tampar uma das extremidades. É mais recomendável o uso de um tubo de ensaio comum.

  Pegue a rolha e esfregue-a na lixa para recolher o pó de cortiça.

  Coloque-o esse pó no tubo de ensaio (cerca de  1/2 colher de cafezinho).

  Tampe a extremidade livre com o papel celofane e fixe-o com a tira elástica ou linha.

Procedimento

  Coloque o tubo de ensaio já preparado em posição horizontal (Fig. A) e apite, a 1 cm, na frente do papel celofane. Um tubo plástico acoplado na extremidade do apito facilita a execução da experiência (Fig. B).

  Os alunos, em grupos reduzidos, deverão se colocar em torno do tubo de ensaio para verem a formação de montículos de cortiça, igualmente espaçados, mostrando a formação de nós (onde tem pó) e ventres (onde não tem pó) produzidos pela onda sonora e seus harmônicos do interior do tubo. Em função do desenvolvimento da classe, amplie esses conhecimentos, conceituando as ondas sonoras estacionárias que se formam no interior do tubo. No futuro poderão aprender que, conhecendo-se a distância entre os montículos de cortiça e a frequência do apito, poderão calcular a velocidade do som no ar do interior do tubo fechado.

  Faça os alunos deduzirem a finalidade do papel celofane na experiência e relacionarem-no com a função do tímpano no ouvido humano.

 


Copyright © Luiz Ferraz Netto - 2000-2011 ® - Web Máster: Todos os Direitos Reservados

Nova pagina 1