menu_topo

Fale com o professor Lista geral do site Página inicial Envie a um amigo Autor

Ângulos de incidência e reflexão - 1

Prof. Luiz Ferraz Netto
leobarretos@uol.com.br

Objetivo
Mostrar que, no fenômeno da reflexão, os ângulos de incidência e reflexão são iguais (no mesmo meio).

Material
Espelho retangular (3 cm x 8 cm)
Placa de isopor (10 cm x 12 cm)
Dois alfinetes
Compasso
Esquadro
Tira de lata (8 cm x 0,3 cm)
Folha de papel
Cola
Transferidor

Montagem
- Com a ponta (metálica) do compasso (e régua), risque uma linha no meio da parte de trás do espelho, no sentido da largura, de modo a tirar a tinta e a camada espelhada; olhando pela frente, deverá aparecer um risco preto, como mostra a figura A.


- Trace um círculo de ø 8 cm na folha de papel, desenhando nele dois diâmetros perpendiculares.
- Dobre a tira de lata, como mostra a figura B, e coloque-a na extremidade do espelho para segurá-lo em posição vertical.

Procedimento
- Coloque o papel em cima da placa de isopor.
- Com a ajuda da lata, coloque o espelho de modo que a parte de trás do mesmo (tinta) coincida com um dos diâmetros (o mais exatamente possível) e o risco central do espelho com o centro do círculo.
- Finque um alfinete, bem perpendicular, na circunferência, no quarto quadrante.
- Segure outro alfinete e olhe onde indica a figura A (terceiro quadrante); vá correndo o alfinete pela circunferência no mesmo quadrante.
- No momento que você enxergar, em linha reta, a imagem do primeiro alfinete (primeiro quadrante), o risco do espelho e o alfinete que tem na mão, crave-o cuidando que esteja na circunferência e bem vertical.
- Tire os alfinetes, o papel e trace os dois raios que unem o centro com os furos dos alfinetes.
- Meça os dois ângulos resultantes.
- Faça os alunos identificarem o nome desses ângulos.
  Enuncie a lei que identifica este fenômeno.


Copyright © Luiz Ferraz Netto - 2000-2011 ® - Web Máster: Todos os Direitos Reservados

Nova pagina 1