menu_topo

Atividades em Comunicações
(Série C - ATIVIDADE 20 - Como usar dois carvões e lápis para fazer um telefone?)

Prof. Luiz Ferraz Netto [Léo]
leobarretos@uol.com.br

Você observou, na Atividade 19, como uma peça solta no circuito, arrumada de modo que se desloque ou vibre com as vibrações da voz, é a base do telefone. Esta atividade apresenta outro modo pelo qual este tipo de vibração pode ser conseguido (figura 1). Estude o circuito no diagrama e você chegará à conclusão de que, se a ponta do lápis vibrador for retirada, o circuito será interrompido e nenhuma corrente passará pelo receptor.

 

Se, entretanto, em vez de retirar o lápis, você deslocá-lo com seus dedos, você não interrompe o circuito permanentemente, mas apenas varia a intensidade da corrente e faz com que o diafragma do receptor vibre da mesma maneira e produza som como estática de rádio. Ou, se você colocar um relógio mecânico sobre a base, as batidas do relógio deslocarão o lápis-vibrador e você ouvirá o som do relógio no receptor, pela mesma razão.

Este telefone é muito satisfatório e muito fácil de fazer. Para fazer a base e o suporte, pregue um pedaço de madeira bem fina, como a madeira usada nas caixas de charutos, de 15 cm de comprimento por 5 cm de largura, a um bloco de madeira com cerca de (15 x 15) cm. Retire as hastes de carvão de duas pilhas velhas (de telefone ou das 'grandes' de lanterna) e corte as extremidades superiores,  com cerca de 4cm de comprimento. Isto pode ser conseguido facilmente, fazendo-se em torno um sulco com uma lima, e, então, dando uma martelada seca na parte mais comprida. Uma serra de metal seria melhor, se você tiver uma. Para montar o bastão de carvão, faça furos nos suportes verticais de mais ou menos 3 mm de diâmetro, um acima do outro, afastados entre si cerca de 8 cm. Retire com alicate as terminais do bastão de carvão e utilize-as para prendê-los ao suporte vertical (figura 2).

 

Para armar o vibrador será necessário fazer duas pequenas escavações (cônicas) no bastão de carvão, com um objeto pontiagudo, como um canivete velho ou uma broca. O aparelho funcionará melhor se o vibrador estiver um pouco inclinado (de modo que o lápis-vibrador não fique na vertical e sim ligeiramente inclinado). Para conseguir isto faça a escavação da haste superior a 3 cm da extremidade da ponta e da haste inferior a 3,5 cm.

Agora, para servir de vibrador, use um lápis de grafita. Aponte os dois lados do mesmo, deixando-o com o comprimento suficiente para se ajustar frouxamente nas depressões feitas no carvão. O lápis deve estar suficientemente frouxo de modo a vibrar livremente, quando você sacudir o instrumento.

Ligue seu instrumento como indica a ilustração (figura 1). Teste-o com o relógio. Deixe cair grãos de areia sobre a tábua da base e escute, no receptor, para ouvi-la cair. Fale junto ao vibrador e note como a voz pode ser ouvida claramente do receptor.

Você já fez dois instrumentos interessantes que transmitem a voz pela corrente elétrica. A atividade que se segue vai ensiná-lo a fazer mais dois tipos interessantes de telefone de caixa de charutos e a última atividade deste estudo vai lhe ensinar como ligá-los a uma linha de transmissão para manter uma conversação; você poderá ouvir a voz de seu colega e ele ouvirá, também, a sua.

... Atividades da Série C - Comunicações ...
    #14 Qual é a base dos instrumentos telegráficos simples?
    #15 Como montar uma ligação telegráfica bi-lateral?
    #16 Como é construída uma cigarra simples?
    #17 Como é feito e como funciona uma campainha elétrica?
    #18 Uma campainha didática, mas que funciona de verdade.
    #19 Como fazer um modelo de telefone?
    #20 Como usar dois carvões e lápis para fazer um telefone?
    #21 
Dois tipos interessantes de ‘telefones', com caixas de charuto.
    #22 Como funciona o telefone de verdade?
    #23 
Como construir uma linha telefônicas e usá-la nos dois sentidos?

 

Copyright © Luiz Ferraz Netto - 2000-2009 ® - Web Máster: Todos os Direitos Reservados

Nova pagina 1