menu_topo

Fale com o professor Lista geral do site Página inicial Envie a um amigo Autor
Independência dos Movimentos 2
(M.U + M.U.V.)

Prof. Luiz Ferraz Netto [Léo]
leobarretos@uol.com.br

Objetivo
Destacar que o lançamento oblíquo pode ser estudado pela composição de dois movimentos independentes, um M.U. e um M.U.V.

Montagem
A estrutura base, feita em forma de L, tem na vertical uma tábua (compensado, virola) de (40x40x2) cm e na horizontal um toco de (40x20x5) cm. A pequena placa de madeira de (10x15x20) cm é móvel ao redor de um tarugo de madeira de (2x15x2) cm fixado na tábua vertical e a tira de couro serve como 'dobradiça'. As outras duas plaquinhas de madeira de (10x15x10) cm são fixas na tábua vertical. As bolas podem ser de plástico ou borracha e o martelo é, realmente, um martelo comum com um orifício no cabo. Na partida, a bola (1) fica presa entre a placa fixa e a placa móvel por simples atrito (nada impede que exista um pequeno ressalto de madeira na placa móvel para ajudar no equilíbrio dessa bola 1 na posição de partida).

Procedimento
As duas bolas tocam o solo simultaneamente. Analise os dois movimentos. Mostre que o movimento da bola (2) é a combinação de um movimento uniforme horizontal de velocidade Vo (que depende da altura de abandono do martelo) e um movimento uniformemente variado vertical, idêntico ao da bola (1).
Obtenha um processo gráfico (vetorial) para calcular a velocidade da bola (2) em qualquer instante de seu movimento.

O que seria afetado nesse experimento se fosse realizado na Lua? E num local afastado de qualquer corpo (zona de imponderabilidade)? Com esse experimento é possível constatar a rotação da Terra? Que tipo de movimento (e trajetória) tem a bola (2), visto pela bola (1)? E o da bola (1) em relação à bola (2)?

E não pense que o assunto está esgotado; estendê-lo é um excelente trabalho de pesquisa.

Lembra disso?



Copyright © Luiz Ferraz Netto - 2000-2011 ® - Web Máster: Todos os Direitos Reservados

Nova pagina 1