menu_topo

Fale com o professor Lista geral do site Página inicial Envie a um amigo Autor
Movimento uniforme
(Bola e viscosidade)

Prof. Luiz Ferraz Netto
leobarretos@uol.com.br

Objetivo
Essa sugestão experimental é excelente para iniciar o estudo do movimento uniforme. O material necessário é bem simples e de fácil aquisição.  

Material
Um tubo de acrílico transparente com diâmetro interno de 3/4”; uma rolha de borracha para vedar uma das extremidades do tubo e uma esfera de aço de diâmetro 3/4”.  

Montagens

Colocando-se a esfera no tubo, mantido na vertical, o ar aprisionado escapa regularmente, e a esfera desce com velocidade constante V. Para um ajuste ideal do diâmetro da esfera basta deixá-la imersa em uma solução diluída de HCI. 
Algumas marcas podem ser colocadas na parede externa do tubo (tirinhas de fita isolante) em distâncias conhecidas. Mediante cronômetro obtém-se o intervalo de tempo para que a esfera percorra a distância entre as marcas (figura acima, á esquerda). Uma escala métrica de papel (xerox tirado de um “centímetro” para costuras) pode ser fixada ao longo do tubo.  
Sob ângulo de 30o a bola descerá o tubo com velocidade constante de valor V/2 (figura acima, meio).

Se o tubo for preenchido com água (figura acima, á direita), o movimento uniforme é bastante lento, podendo tomar-se perceptível após longo intervalo de tempo. Medições de intervalo de tempo e distância fornecem a velocidade.

Se o tubo for bastante regular (diâmetro interno constante) e a esfera estiver bem ajustada, vale a pena tentar a montagem da figura abaixo.  

Após a retirada de um “bom bocado” de ar, através da bomba aspirante (ou mesmo com a boca) você observará que a velocidade não se altera, o que mostra que o coeficiente de viscosidade do ar é independente da pressão.
 


Copyright © Luiz Ferraz Netto - 2000-2011 ® - Web Máster: Todos os Direitos Reservados

Nova pagina 1