menu_topo

Fale com o professor Lista geral do site Página inicial Envie a um amigo Autor

Fcp - Verificando uma propriedade
(Fcp = m.w2.r ... Tacômetro radial)

Prof. Luiz Ferraz Netto
leobarretos@uol.com.br

 

Objetivo
Verificar a dependência entre o máximo valor da velocidade escalar angular e a força necessária para arrancar uma bolinha de sua 'cama'. Idéia do tacômetro.

Experimento
Faça pequenos escavados iguais no disco de madeira, ao longo de um raio (detalhe) e deposite uma bolinha de vidro ou aço em cada um deles. Observe que há um valor máximo de
w, de modo que todas as bolinhas mantenham-se sobre o disco (e é um valor pequeno!).


Tacômetro radial

Há um determinado valor w' para o qual a bolinha (1) abandona o disco, um outro valor  w" para a bolinha (2) etc. Perceba que para subir o escavado (e abandonar o disco) cada bolinha tem que vencer uma mesma força radial mínima (que vem a ser exatamente a máxima força centrípeta em cada bolinha). Assim, com Fcp = Fr = constante, será  w2.r = constante, o que justifica que, para cada r há um  w adequado para que a bolinha abandone o disco.
Essa conclusão permite-nos marcar ao longo do raio, valores de 
w e, com isso obter um tacômetro radial. Você poderá também fixar nosso tacômetro líquido (ver projeto na Sala 05) ao centro do disco para ler cada um desses  w.


Preparo do disco

A força mínima para vencer os obstáculos (escavados) é a mesma para as 4 posições. Cada bolinha, devido à sua posição (r), necessita de um conveniente  w para atingir tal força mínima.

 


Copyright © Luiz Ferraz Netto - 2000-2011 ® - Web Máster: Todos os Direitos Reservados

Nova pagina 1