menu_topo

Fale com o professor Lista geral do site Página inicial Envie a um amigo Autor

Dinâmica
(Do ponto e dos sistemas)

Prof. Luiz Ferraz Netto
leobarretos@uol.com.br

IV. Impulso e Quantidade de Movimento

7. Definições - chama-se impulso de uma força constante (caso particular) aplicada a um ponto material durante o intervalo de tempo Dt, a grandeza vetorial definida por:

I = F.Dt

Chama-se quantidade de movimento de um ponto material de massa m animado de velocidade v, a grandeza vetorial expressa por:

Q = m.v

7.1 Teorema do Impulso - "O impulso determinado pela resultante de todas as forças externas que agem durante certo intervalo de tempo sobre um ponto material é igual ao incremento da quantidade de movimento do ponto durante o mesmo intervalo".

I(Dt) = DQ   .....   F(t2 -t1) = m(v2 - v1)

7.2 Teorema da conservação da quantidade de movimento - "É constante a quantidade de movimento de um conjunto de pontos materiais que constituem um sistema isolado".

DQ = 0    ou    Qtotal = constante

7.2. a. Partículas inicialmente em repouso (vo = 0) - "O impulso de uma força externa é igual à quantidade de movimento adquirida no intervalo de tempo considerado".

I = F. Dt = m.v

7.2. b. Partículas em M.R.U. (vfinal = vinicial) -

I = F. Dt = 0   \   F = 0    \    Q = constante

7.3 Quantidade de movimento de um sistema de pontos -

Qtotal = m.v1 + m.v2 + ... + m.vn

7.4 Quantidade de movimento de um corpo em translação -

Qtotal = v(m1 + m2 + ... + mn) = v. S mi = Mtotal.v

7.5 Unidades -

C.G.S. ==> din.s ; M.kgf.S ==> kgf.s ; S.I.U. ==> N.s ; M.T.S. ==> sth.s

7.6 Fenômenos que encontram explicação no teorema da quantidade de movimento -

a) choque mecânico
b) recuo das armas de fogo
c) explosão de uma bomba (fragmentos )
d) propulsão a jato.


Copyright © Luiz Ferraz Netto - 2000-2011 ® - Web Máster: Todos os Direitos Reservados

Nova pagina 1