menu_topo

Fale com o professor Lista geral do site Página inicial Envie a um amigo Autor

Gangorra sifonada

Prof. Luiz Ferraz Netto
leobarretos@uol.com.br

Apresentação
A gangorra que apresentamos é uma boa alegoria para mostrar o princípio da sifonagem em exposições e Feiras de Ciências. Vamos a ela.

Material
Duas garrafas PETs de 2 litros, sem tampas; um cabo de vassoura; um pedaço de arame grosso; um suporte; um toco de apoio; mangueira flexível e água.

Montagem

Coloque A em cima e B embaixo (a). Aspire pelo tubo (retire a extremidade que está dentro de B) até que a água inicie o escoamento, por sifonagem, e mergulhe o tubo em B, até o fundo. Nessa situação teremos passagem de A (em cima) para B (embaixo). Quando A estiver quase vazio, inverta a gangorra (A embaixo, B em cima).
Como o sifão está cheio de água, a sifonagem continua, porém, de B para A. Quando B estiver quase vazio, inverta a gangorra novamente transferindo o toco de um lado para o outro — e assim sucessivamente.

Nota importante: Algum espertinho poderá imaginar um sistema de polias (ou algo semelhante) para inverter automaticamente a gangorra — não vai funcionar — moto contínuo é utopia. Porém, se o sistema implicar em fornecimento de energia externa, a coisa poderá funcionar “automaticamente”. Por que você não “bola” esse sistema de automação?


Copyright © Luiz Ferraz Netto - 2000-2011 ® - Web Máster: Todos os Direitos Reservados

Nova pagina 1