menu_topo

Fale com o professor Lista geral do site Página inicial Envie a um amigo Autor

Correntes de convecção V
(Motor Psíquico)

Prof. Luiz Ferraz Netto
leobarretos@uol.com.br

Apresentação
Há muitas pseudociências em proliferação pelo mundo e, muitas delas, extremamente 'exaltadas' pela mídia. O sucesso disso decore da falta de cultura 'realmente' científica. É postura correta da Ciência erradicá-las. Na WEB há vários sites que colaboram com a divulgação dos fatos que se opõem aos desmandos místicos; entre eles citamos a "Sociedade da Terra Redonda" http://www.strbrasil.com.br.
A 'rainha' delas é a astrologia, com suas místicas 'influências, forças e energias' advindas dos astros, seguida pelos Tarôs, Energias que saem das mãos, Curas místicas e uma grande variedades de 'psicos'.
Poderíamos aqui citar inúmeras 'travessuras' de tais 'psico-místicos' e o método científico para derrubar suas falácias; vamos nos contentar, inicialmente, com esse.
Há místicos, com 'forças do além', que aproximam suas 'milagrosas' mãos de um tubo de papelão e esse tubo 'milagrosamente' põe-se a girar. Mostremos que isso não passa de mero efeito térmico da propagação do calor por convecção.

Material
Folha de papel cartão de (18 x 8) cm;
Tira de papel cartão de (1 x 8) cm;
Agulha de coser;
Garrafa plástica com tampa.

Montagem

Enrole a folha de papel cartão ao longo do maior comprimento, para fazer um tubo, e cole as extremidades (a aba de superposição para a colagem pode ficar ao redor dos 1,5 cm).
Corte duas fendas verticais, em posições diametralmente opostas, sobre a borda superior desse tubo. Essas fendas têm largura de 3 mm e profundidade de 1 cm.
No centro da tira de papel cartão espete a agulha de coser de modo que fique perpendicular à tira (faça dois pequenos furos na largura da tira e passe a agulha por esses furos - a agulha deve sobressair dessa tira); coloque essa tira (já com a agulha) nas frestas do tubo de papelão, como se ilustra acima.
Finalmente, equilibre essa montagem, apoiando a agulha sobre a tampa plástica da garrafa. Isso vai lembrar algo como nosso 'abajur' já publicado nessa Sala 08.

Aproxime sua mão da garrafa ou do tubo; isso será suficiente para fazer o sistema girar. Alguns cortes no cilindro de papelão e dobrados como aletas (veja o abajur dessa Sala) aumentam a eficiência do processo.
Obviamente você já percebeu que o calor transferido de sua mão para o ar próximo ao sistema aqueceu-o; esse ficou menos denso e subiu (correntes de convecção). Esse ar quente ascendente põe o sistema a girar ... sem 'truques' místicos.
Teremos oportunidade de publicar mais desses trabalhos que desmoronam as 'travessuras' místicas e 'extraterrestres'.



Copyright © Luiz Ferraz Netto - 2000-2011 ® - Web Máster: Todos os Direitos Reservados

Nova pagina 1