menu_topo

Fale com o professor Lista geral do site Página inicial Envie a um amigo Autor

Interferência de ondas sonoras

Prof. Luiz Ferraz Netto
leobarretos@uol.com.br 

Apresentação

Se necessário, intercalar um amplificador de som (mono) entre o gerador de áudio e os alto-falantes.

Procure, com um pequeno microfone (pode ser uma cápsula de eletreto), as posições de melhor interferência construtiva e destrutiva. Mapeie a mesa para tais posições. 
O uso de pequenos tweeter e sons agudos aprimoram a pesquisa, porém perturba os espectadores e “stands” próximos na Feira de Ciências. Interferência, com suas deduções matemáticas, é um bom assunto para exposições. 
Em tempo, faça experimentações com os alto-falantes “em fase” (ligando + com + e - com -) e em “oposição de fases” (ligando + com - e - com +).

Estude também o efeito da reflexão do som na interferência, colocando tábuas na vertical, uma bloqueando o som direto (de um dos alto-falantes) e a outra determinando a reflexão para o microfone.

Nota Sugestiva para vários outros experimentos:
Para obter campos magnéticos variáveis, suficientes intensos e com freqüências à sua vontade, construa um eletroímã adequado para substituir o alto-falante de seu potente amplificador. Eis uma sugestão:

Esse equipamento poderá ser usado, por exemplo, para excitar as diversas placas e membranas na visualização das figuras de Chladny (veja o item 38, a seguir).




Copyright © Luiz Ferraz Netto - 2000-2011 ® - Web Máster: Todos os Direitos Reservados

Nova pagina 1