menu_topo

Fale com o professor Lista geral do site Página inicial Envie a um amigo Autor

Som e o corpo humano

R. Takata *

Aparelho fonador
Uma das principais vias de produção de ondas sonoras do corpo humano é o aparelho fonador, envolvendo o sistema respiratório e a boca.
O diafragma ao se relaxar comprime o pulmão e o ar é expulso. No meio do caminho passa por duas pregas localizadas na faringe: as cordas vocais (que não são exatamente cordas apesar do nome). O ar ao passar pelas cordas vocais passa a vibrar -- se as cordas estão relaxadas, a freqüência de vibração é menor (o tom é mais grave), se as cordas estão retesadas, a vibração é maior (o tom é mais agudo). Podemos controlar voluntariamente o grau de tensão das cordas vocais e com isso modulamos a nossa voz.

O som ainda é alterado conforme passa pelas cavidades nasais ou oral -- na boca, a disposição da língua e dos lábios cria uma resistência à passagem do ar e modulam o som: permitindo a fala.

Aparelho auditivo
A captação dos sons se dá primariamente pelos ouvidos. O pavilhão auricular -- a orelha externa -- capta as vibrações do ar e reflete para a abertura do canal auditivo. A vibração atinge o tímpano na orelha media. O tímpano é uma membrana conectada a um sistema de três ossículos articulados -- que funcionam como um sistema amplificador. Um dos ossículos esta' ligado a uma membrana que delimita um sistema de canais enrolado preenchido por um liquido. A vibração acaba sendo percebida por células que possuem pequenos
cílios em suas membranas voltadas para o liquido. Os cílios estão recobertos por um material gelatinoso que lhe confere uma certa inércia.
A agitação dos cílios abrem canais na membrana que permitem a entrada de íons e a despolarização das células. O sinal é conduzido pelo nervo auditivo para o cérebro onde o sinal é interpretado. Como exatamente os sinais são interpretados pelo cérebro ainda esta' sendo estudado.

Outros sons
Naturalmente o corpo humano produz outros sons alem da fala. Espirros, o som da respiração, batimento cardíaco, estalos, tapas, borborigmo (a movimentação de gases no interior do intestino), flatulências, bruxismo, assovios, som do atrito da pele (esfregando as mãos, o cabelo, o ato de cocar...) e assim por diante.

(*) R. Takata é biólogo, mestrando pela USP e  membro consultor do site Feira de Ciências.



Copyright © Luiz Ferraz Netto - 2000-2011 ® - Web Máster: Todos os Direitos Reservados

Nova pagina 1