menu_topo

Fale com o professor Lista geral do site Página inicial Envie a um amigo Autor

GRAAPET
Gerador de Van de Graaff com garrafas PET

ARTESANATO CIENTÍFICO

A sucata vira conceito

{Exclusividade do Feira de Ciências}

Prof. Luiz Ferraz Netto [Léo]
leobarretos@uol.com.br

Objetivo
Construir e analisar o funcionamento de um gerador eletrostático de Van de Graaff usando garrafas PETs; um Artesanato Científico; uma proposta de reaproveitamento de embalagens PET para os alunos construírem aparelhos científicos para suas escolas.

Introdução
De fato, este não é o primeiro aparelho que produzi usando de garrafas PET; é apenas parte (inédita) da série que apresento, em forma de Show, sob o tema Artesanato Científico. A série toda, já com mais de 30 montagens, utiliza de garrafas Pets para experimentos científicos dos mais diversos segmentos da Física. Todos eles serão apresentados aqui no Feira de Ciências. É, antes de tudo, uma aplicação social, reunindo Arte + Educação + Ciência.

O gerador eletrostático de Van de Graaff, equipamento que não pode faltar nas aulas de Eletrostática e em Feiras de Ciências, está já detalhado na nossa Sala 11, assim como a variante do mini gerador, nos links:
http://www.feiradeciencias.com.br/sala11/11_03.asp ; http://www.feiradeciencias.com.br/sala11/11_49.asp

Apresento-lhes agora o GRAAPET, ou simplesmente, Grapete, nome com que batizei o aparelho, parte lembrando um gostoso refrigerante dos tempos de infância e parte para dar os devidos créditos ao físico Van de Graaff. Vamos a ele.

Material

2 garrafas PET de 2 litros (dei preferência às garrafas cilíndricas, sem enfeites, tipo guaranás populares);
2 garrafinhas PET de 250 mL (ditas "pichulinhas", optei pela Mini Schin Guaraná);
1 base de madeira pesada de (30x15x2) cm, envernizada;
1 tira de borracha amarela  de 3,5 a 4,0 cm de largura e cerca de 50 cm de comprimento;
2 pedaços de (5x4) cm de tela metálica fina;
1 haste cilíndrica de latão de 2 mm de diâmetro (são vendidas com 1 m de comprimento);
1 forma de alumínio para fazer "pão de forma", cerca de (35x12x6) cm;
1 conector Sindall com duas secções (retirar a parte metálica);
1 pequeno motor elétrico de 3 a 6 volts (carrinhos de brinquedo);
1 porta pilhas + pilhas ou fonte de alimentação de 3 ou 6 volts.

As garrafas de 2L, aparafusadas na base de madeira, servem de coluna de apoio da cúpula e de mancais para os 2 roletes (2 pitchulinhas). Como ainda não fui comprar a forma de alumínio em forma de paralelepípedo de (35x12x6)cm, usei uma forma redonda de fazer bolo como cúpula. Com a haste de latão foram feitos os eixos dos roletes.

Veja na 6a foto que a parte metálica dos conectores Sindall foram usadas para travar as extremidades dos eixos de modo a não saírem dos mancais (garrafas de 2L). A escova inferior (de tela metálica) foi travada na base com uma barrinha de alumínio e serve para ligar o ´fio terra´ do gerador. A escova superior está fixada na própria cúpula.

Ilustrações


A "pichulinha" (250 mL)

Base de madeira, eixos e escovas

A correia de borracha alaranjada

Pequeno motor elétrico de 3 a 6 volts

Conjunto básico da montagem

Detalhes do material

Vista geral dos componentes

Montagem do rolete inferior

Montagem do rolete superior

Estrutura básica

Colunas, roletes e cúpula

95% da montagem (frente)

95% da montagem (traseira)

Detalhe do motor


Bom sucesso aos amigos do Feira de Ciências. Qualquer dúvida: leobarretos@uol.com.br

 


Copyright © Luiz Ferraz Netto - 2000-2011 ® - Web Máster: Todos os Direitos Reservados

Nova pagina 1