menu_topo

Fale com o professor Lista geral do site Página inicial Envie a um amigo Autor

Eletroímãs
(Cigarra e campainha elétrica - ensino básico)

Prof. Luiz Ferraz Netto
leobarretos@uol.com.br

Objetivo
Aproveitaremos nessas experimentações o campo magnético produzido pela corrente elétrica. Propomos a construção de uma cigarra e de uma campainha elétrica.

Inicialmente, enrole uma camada de fio de cobre esmaltado #22 ou #24, sobre um prego e teste a intensidade do campo magnético produzido. A seguir, em outro prego, enrole 5 camadas superpostas, espiras juntas, do mesmo fio. Teste o novo campo magnético. Essas experiências lhe permitiram concluir que, quanto maior o número de voltas do fio sobre o núcleo (prego), maior será a intensidade do campo magnético. Essa montagem, ilustramos abaixo:

Uma cigarra caseira pode ser montada com esse último eletroímã (aquele com 5 camadas de fio sobrepostas). A e C são as extremidades do enrolamento do solenóide (5 camadas de fio de cobre #22 a #24). B é um pedaço de fio de cobre flexível que liga o fio de ferro (arame rígido) ao terminal E. Esse fio de ferro toca no grampo de latão que abraça a armadura feita de lata.

Cuidado! Nos esquemas as voltas de fio ao redor do núcleo não são reais assim, na figura (b) abaixo, apesar do desenho indicar apenas 5 voltas de fio ao redor do núcleo, o real são 5 camadas completas de voltas de fio (no caso, isso passa de 60 espiras de fio).

A campainha seguirá a seguinte linha de montagem:

Variante da campainha
Atenção, isso é uma ilustração e, portanto, não vá pensar que o eletroímã consta apenas de 6 ou 7 voltas de fio sobre o parafuso (como aparece na figura). O real são 6 ou 7 camadas de fio 22 ou 24 sobre esse parafuso.

Na dúvida, consulte seu professor ou entre em contato com o autor: leobarretos@uol.com.br



Copyright © Luiz Ferraz Netto - 2000-2011 ® - Web Máster: Todos os Direitos Reservados

Nova pagina 1