menu_topo

Fale com o professor Lista geral do site Página inicial Envie a um amigo Autor

Informações sobre os ímãs permanentes 

Prof. Luiz Ferraz Netto
leobarretos@uol.com.br 

De modo geral há quatro grupos de ligas usadas na produção comercial de tais ímãs. Na seleção de tais ligas são levados em conta fatores como: temperatura de operação, efeitos de desmagnetização, intensidade do campo de indução, características ambientais, espaço disponível para os vários movimentos possíveis etc. 
Todos esses fatores devem ser observados antes de se selecionar um ímã a ser utilizado para operar, por exemplo, um reed switch (interruptor magnético de lâminas) ou um sensor de lâminas numa aplicação específica.
Abaixo apresentamos uma visão geral das características de cada um desses grupos. Mais abaixo apresentamos uma tabela confrontando algumas características de ímãs mais comumente encontrados no comércio. Finalizamos com uma tabela de unidades e conversões

NdFeB 
Alta intensidade de campo magnetico.
Alto fator de remanência e coercividade
Custo relativamente baixo
Mecanicamente mais resistente que a liga SmCo 
Pode ser usado até 200 graus Célsius 
Não recomendado para uso em atmosfera de hidrogênio líquido
O tipo colado pode ser cortado por maquina, mas não suporta choques mecanicos.

SmCo 
Alta intensidade de campo magnetico
Ideal para aplicações de alto desempenho.
Alta resistência à desmagnetização 
Excelente estabilidade térmica  
Alta resistência à corrosão
Imã de custo elevado
Pode ser usado até 300 graus Célsius 
Quebradiço (produz lascas facilmente) - não é recomendado para uso como componente estrutural.

AlNiCo 
Mais barato que os imãs de ligas de terras raras 
Temperatura de funcionamento tão alta como 550 graus Célsius 
Coeficiente de temperatura  bastante baixo
Baixa coercividade quando comparado a outros grupos de ímãs 
Altos níveis de campos de indução magnética

Ferrites 
Frágeis
Pobre estabilidade térmica
Mais barato dentre todos os grupos
Pode ser usado até 300 graus Célsius 
Necessita moagem para atingir tolerância à compressão.
(Deve ser usado como pó em situações que exigem compressão.)
Alta resistência à corrosão
 

Comparações Baixo     Alto

 Custo

Ferrite

AlNiCo

NdFeB

SmCo

 Intensidade de campo

Ferrite

AlNiCo

SmCo

NdFeB

 Temperatura de operação

NdFeB

Ferrite

SmCo

AlNiCo

 Resistência à corrosão

NdFeB

SmCo

AlNiCo

Ferrite

 Resistência à desmagnetização

AlNiCo

Ferrite

NdFeB

SmCo

 Resistência estrutural

Ferrite

SmCo

NdFeB

AlNiCo

 Coeficiente de temperatura

AlNiCo

SmCo

NdFeB

Ferrite

Tabela - Unidades e Conversão

Grandeza

Unidade CGS

Unidade SI

Conversão

Fluxo de indução magnética

Maxwell

Weber (Wb)

1 Weber = 106 Linhas

Densidade de fluxo; Campo de indução magnética (B)

Gauss

Tesla (T)

1 Tesla = 104 Gauss

Força magnetomotriz

Gilbert

Ampère-espira (A-esp.)

1 Gilbert = 0,796 A-esp.

Intensidade de campo magnético (H)

Oersted

Ampère-espira / metro (A-esp.m-1)

1 Oersted = 79,577 A-esp.m-1

 

 


Copyright © Luiz Ferraz Netto - 2000-2011 ® - Web Máster: Todos os Direitos Reservados

Nova pagina 1