menu_topo

Fale com o professor Lista geral do site Página inicial Envie a um amigo Autor

Atividades com Ímãs
(Série A - ATIVIDADE #2 - Como agem os pólos de um ímã?)

Prof. Luiz Ferraz Netto [Léo]
leobarretos@uol.com.br

Um imã parece não ter a mesma força de suspensão em todo o seu comprimento. Imante vários objetos, tais como tesouras, laminas de barbear, agulhas de tricô, etc. Espalhe um pouco de limalha de ferro ou tachinhas sobre uma folha de papel e movimente, no meio delas um objeto imantado (figura 1). Observe que a limalha ou as tachinhas se prendem de preferência a dois pontos, perto das extremidades. Estes pontos são chamados os pólos do ímã. A parte seguinte desta atividade vai ajudá-lo a descobrir como se comportam os pólos, e em que se diferem. Você precisará de dois objetos imantados, como tesoura e alicate, lima e mola de relógio de uns 10 ou 12cm de comprimento. Você precisará também de um suporte sobre o qual colocará um dos ímãs, de modo que o mesmo possa girar livremente.

Dois modos convenientes de construir este suporte são sugeridos pelas figuras 2 e 3. Se você construir uma plataforma giratória simples (figura 2), ela servirá, mais tarde, para outras atividades.
Para fazer o suporte enterre um arame grosso ou prego grande, com uns 15cm de comprimento, numa. tábua pequena. Arranje uma rolha grande (ou um disco de isopor), com 5cm de diâmetro e um tubo de ensaio fino e pequeno. Estes últimos podem ser obtidos na farmácia ou com o professor de química do colégio. Cuidadosamente, faça com um canivete, uma cavidade, o mais exatamente possível, no centro da rolha (isopor). (Esta cavidade deve ter, aproximadamente, o mesmo diâmetro que o do tubo de ensaio e não deve atravessar completamente a rolha). Agora enfie a extremidade fechada do tubo na cavidade feita na rolha e emborque o tubo sobre a ponta do prego. Você tem agora uma plataforma que deve girar livremente. Outro tipo conveniente de plataforma giratória é ilustrado pela figura 3. Neste caso, a barra imantada é sustentada por uma rolha flutuando na água. Esta gira muito facilmente.

Para testar os pólos de seus objetos imantados coloque um deles sobre a plataforma giratória (figura 2) e aproxime a extremidade de um ímã a um dos pólos de seu objeto imantado. O movimento indica que houve atração ou repulsão? Tente a outra extremidade. Desta vez, você observa atração ou repulsão? Experimente seus ímãs de todos os modos. No diagrama (figura 2) a ponta da chave de fenda repele a ponta da tesoura. Que efeito teria a ponta da chave de fenda sobre o cabo da tesoura? Que efeito teria o cabo da chave de fenda sobre a ponta da tesoura?
Deve estar bem claro que um determinado pólo de um ímã atrairá um dos pólos de outro Imã e repelirá o outro pólo do mesmo. Os pólos que se repelem são chamados pólos semelhantes  e os que se atraem são chamados pólos contrários. Todo e qualquer ímã deverá ter pelo menos dois pólos distintos (você aprenderá, mais tarde, sobre os pólos secundários). Na próxima Atividade veremos o porque de tais pólos terem recebidos, definitivamente, as designações de Pólo Norte e Pólo Sul.

Um modo impressionante de demonstrar a atração e a repulsão dos pólos contrários e semelhantes é ilustrado pelas figuras 4 e 5. Imante dois pedaços iguais de aço. Duas finas brocas de aço, dois pedaços de lâminas de mola de despertador ou duas lâminas de barbear, servirão. Mergulhe os pólos  contrários na limalha de ferro. Aproxime estes dois pólos  (figura 5). Note o sinal inconfundível de repulsão.

Atenção: Os fios de corte das lâminas de barbear devem ser recobertos com uma tira estreita de fita crepe, antes de começar a manuseá-los nas experiências. Destaque em amarelo nas figuras 4 e 5.

Você deveria ser capaz de fazer uma exposição clara sobre o comportamento dos pólos dos ímãs entre si.  Quais se atraem? Quais se repelem?

Navegando pela Série A
1. Como podemos fazer um ímã usando outro ímã?
2. Como agem os pólos de um ímã?
3. Como construir bússolas magnéticas?
4. O magnetismo passa através dos corpos?
5. Qual a natureza dessa 'força invisível' que cerca um ímã?
6. De que modo a Terra age como um ímã?
7. A Terra imanta os objetos?
8. Algumas demonstrações curiosas com ímãs.
9. Como fabricar ímãs usando uma pilha comum?

 


Copyright © Luiz Ferraz Netto - 2000-2011 ® - Web Máster: Todos os Direitos Reservados

Nova pagina 1