menu_topo

Fale com o professor Lista geral do site Página inicial Envie a um amigo Autor

Oscilógrafo eletromecânico
(ação do campo magnético sobre correntes moduladas)

Prof. Luiz Ferraz Netto
leobarretos@uol.com.br

Introdução
Este aparelho, inventado por Blondel, na França, permite estudar a simples vista ou mediante fotografia a forma de onda de uma corrente elétrica. Nesse experimento se destaca a técnica dos espelhos girantes. Uma tela translúcida mostra, mediante um sinal luminoso, a modulação sobreposta à corrente elétrica que circula pelo condutor (ou a própria alternância da corrente).
Eis os detalhes internos dessa montagem:

O oscilógrafo comporta um fio muito fino de latão (ou prata) AB, mantido tenso em suas duas metades paralelas pela polia e mola tensora. Os dois ramos desse fio passam pelo campo magnético produzido pelo ímã em U. Um levíssimo espelho plano (quadrado ou circular), cuja área é da ordem do milímetro quadrado, é colado aos ramos do fio, na região mais intensa do campo magnético.  
Como os dois ramos são percorridos por correntes de sentidos opostos, surge em cada alternância da corrente, um par de forças opostas nos fios (e no espelho), fazendo o espelho executar um movimento oscilatório (veja ilustração abaixo). Fio e espelho formam um sistema móvel de inércia negligenciável. Em essência, é o próprio galvanômetro de Einthoven.

Um estreito pincel de luz proveniente da fonte F (de uma caneta laser, por exemplo) incide nesse espelho, reflete-se, dirigindo-se para os espelhos giratórios (acionados por um pequeno motor elétrico, de rotação ajustável por um potenciômetro). Dai, após nova reflexão, incidem numa tela de vidro translúcido, desenhando o perfil da alternância em função do tempo [i = f(t)].

Os terminais A e B (entre os quais existe uma baixa impedância) podem ser ligados aos terminais de saída de um pequeno amplificador de áudio.

Nos terminais de entrada desse amplificador injeta-se o sinal alternado sob análise, por exemplo, o sinal proveniente de um microfone. Enquanto a pessoa fala diante do microfone o "desenho" de sua voz aparece na tela. A caixa proposta comporta facilmente a montagem e o pequeno amplificador de áudio. Podemos injetar diretamente entre A e B uma tensão alternada proveniente do secundário de um transformador para baixa tensão. Na tela veremos a alternância da corrente.

É uma montagem recomendada para demonstrações em Feiras e Exposições Científicas, pois abrange vários tópicos da Física.



Copyright © Luiz Ferraz Netto - 2000-2011 ® - Web Máster: Todos os Direitos Reservados

Nova pagina 1