menu_topo

Fale com o professor Lista geral do site Página inicial Envie a um amigo Autor

Microfone de carvão

Prof. Luiz Ferraz Netto
leobarretos@uol.com.br

Apresentação
Esse projeto refere-se a um microfone de carvão (carbono) muito simples, mas se construído cuidadosamente, poderá detetar bastante bem os sons produzidos á sua volta.

Material
Núcleo de carvão retirado de uma pilha grande;
grafite de lápis número 1;
bloco de madeira de (2 x 3 x 5) cm;
caixa de charuto ou placa de madeira;
fonte de tensão CC de 3 a 6 volts;
fios, parafuso, serra, broca etc.

Montagem

Serre pela metade, longitudinalmente, o bastão de carvão retirado do centro de uma pilha grande (use serra para metal, de dentes bem finos). Após o corte, lixe as faces planas das peças obtidas.
Com broca de 1/8" faça furos nas extremidades das duas peças (cerca de 1cm da base). Nas outras extremidades dessas duas peças, também a cerca de 1cm do topo, faça dois pequenos escavados (cônicos) com 2 mm de profundidade (diâmetro da espessura do grafite do lápis).
Essas peças serão, a seguir, aparafusadas (parafusos para madeira) no bloquinho de madeira, como se ilustra acima, ficando os escavados se defrontando. Não aperte ainda os parafusos.

Nos dois parafusos enrosque dois fios encapado no 22 (cabinho 22), cada um com cerca de 1m de comprimento. Um dos parafusos já pode ser apertado fixando a peça em seu lugar definitivo.

Corte o grafite de lápis no comprimento certo para se apoiar nos fundos dos dois escavados (afine ligeiramente suas extremidades) e aperte o outro parafuso. O grafite não deve ficar comprimido entre os carvões e sim 'bambos', mas não o suficiente para cair de seus 'mancais'.

É esse contato frouxo do grafite nos escavados de carvão que irá permitir o funcionamento do microfone.
Finalmente, cole o bloquinho de madeira no centro de uma caixa de charuto ou mesmo numa placa de madeira dotada de pequenos pés de madeira.

Um dos fios que sai do microfone deve ser ligado a um dos terminais da fonte CC (pode ser duas ou três pilhas em série); o outro fio e o outro terminal da fonte devem ser encaminhados a um fone de ouvido (ou aos terminais de entrada de um amplificador).

Agora, depois de algumas tentativas e ajustes, você poderá escutar os sons produzidos ao redor desse microfone. Se você trabalhou direitinho poderá colocar um relógio de pulso mecânico apoiado na caixa de charuto ... e escutar o seu tique-taque!

Esse microfone que acabamos de descrever deve-se a Hughes. Funciona pela alteração da resistência elétrica entre os contatos de carvão. Qualquer vibração altera a intimidade desses contatos, logo sua resistência e conseqüentemente a intensidade de corrente elétrica no circuito. Essa 'modulação' da corrente é traduzida no fone de ouvido (ou alto falante do amplificador) como um som.
Experimente qual a melhor inclinação a dar ao conjunto todo; experimente inclusive com o grafite na posição vertical, para obter o melhor rendimento. Experimente também cortar 1 cm de 'durex' e grudá-lo no grafite para ficar com maior área exposta.



Copyright © Luiz Ferraz Netto - 2000-2011 ® - Web Máster: Todos os Direitos Reservados

Nova pagina 1