menu_topo

Fale com o professor Lista geral do site Página inicial Envie a um amigo Autor

Resistividade e Resistência Elétrica

Prof. Luiz Ferraz Netto
leobarretos@uol.com.br

 

1. Resistividade

Desobedecendo a lei de Ohm?
Vejamos isso usando um reostato de 30 ohms, um aquecedor (fio de níquel-cromo enrolado em hélice num suporte de porcelana), voltômetro e amperômetro.

Nota: Evite falar 'voltímetro' e 'amperímetro', são termos conceitualmente errados. Guarde isso: 
(a) todos os aparelhos de medida direta têm suas denominações terminas em ímetro (por exemplo, paquímetro); 
(b) todos os aparelhos de medida indireta têm suas denominações terminadas em ômetro (por exemplo, cronômetro, voltômetro).

A resistência do aquecedor, no ambiente, com o circuito desligado é de 19 ohms. Quando a chave de faca (interruptor 2 x 1) é fechada, uma corrente intensa circula pelo aquecedor levando-o ao rubro (irradiando luz e calor). O amperômetro acusa com isso uma queda na intensidade de corrente mas, o voltômetro não acusa qualquer variação.

Basicamente, a lei de Ohm enuncia que o valor da resistência é independente do valor da tensão e da intensidade de corrente. A lei de Ohm não foi obedecida aqui?

Cuidado, quando uma lei é enunciada "apenas em parte", os problemas começam a aparecer. A lei de Ohm diz que: "sob temperatura constante, a resistência de um condutor é independente da tensão e da corrente". Tal não ocorreu nesse experimento, a temperatura do elemento resistivo variou. Isso afetou a resistividade do material de que ele é constituído e, conseqüentemente, afetou o valor da resistência. Se resfriarmos o elemento aquecedor (retirando dele todo o calor produzido pela conversão da energia elétrica em térmica), o valor da resistência voltará ao valor anterior (ambiente).

2. Variação da resistência com a temperatura

Essa demonstração é similar à anterior. As lâmpadas, aqui, substituem o elemento aquecedor, lá. Observam-se as variações de resistência com a temperatura tanto no filamento de carvão(lâmpada tipo Edson) como no de tungstênio (lâmpada atual comum).

Quando a chave é fechada, a resistência inicial da lâmpada de filamento de tungstênio é baixa. Conforme a temperatura aumenta (pelo aumento da corrente) a relação U/I aumenta (a resistividade do tungstênio aumenta com a temperatura). Com a lâmpada de filamento de carvão o comportamento é oposto; a resistência inicial (fria) é alta e diminui com o aquecimento (a resistividade do carvão diminui com a temperatura --- isso acontece também com os eletrólitos). É um bom experimento tanto para sala de aula como para Feira de Ciências.
 


Copyright © Luiz Ferraz Netto - 2000-2011 ® - Web Máster: Todos os Direitos Reservados

Nova pagina 1