menu_topo

Fale com o professor Lista geral do site Página inicial Envie a um amigo Autor

Funções Eletrônicas - Modelo de Exposição
(Leitura obrigatória)

Prof. Luiz Ferraz Netto
leobarretos@uol.com.br

Apresentação
Chamo especial atenção para as montagens de
eletrônica em Feiras de Ciências. Em geral, não são trabalhos premiados e isso ocorre, principalmente, por culpa do aluno-expositor. 
De modo bastante generalizado (como tenho observado em dezenas de Feiras), o desenvolvimento do projeto, por parte do aluno, segue assim:

a) O aluno obtém um livro ou revista de eletrônica;
b) interessa-se por um título sugestivo tal como, vejamos: “Toca-discos mágico” (belíssimo artigo do amigo Newton Carvalho Braga — Experiências e Brincadeiras com Eletrônica Junior, # 13); 
c) providencia o material necessário, monta o utilitário em ponte de terminais (exatamente como é ilustrado no artigo) sobre uma tabuinha 
d) e lá vai ele para expor “seu trabalho”. 

e) Tudo sobre a mesa revestida de papel vermelho, toca-discos, aparelho montado, um rádio FM portátil e começa a Feira. 
f)
Vem vindo um espectador e ele (o aluno) diz — “Veja as maravilhas do séc. XX, escute nesse rádio a música daquele disco que está no toca-disco mágico!”. O espectador escuta, o disco é brecado e liberado várias vezes, para deixar claro que não há trapaças e... é, realmente funciona. 
g) E lá se vai o espectador médio todo feliz por ser “das mais raras pessoas do mundo que escutou música de um disco através de um rádio”. 
h) Vem o juiz, um mestre em ciências, observa (e também escuta o radinho de FM), faz duas ou três perguntas sobre as funções do capacitor de 8p2, da
indutância de L1 e do “trimmer". 
i) Dadas as respostas, ele (o juiz) se retira, não antes de deixar um breve sarcasmo: — “Parabéns Braga!”.

A pontuação total desse aluno-expositor não chegará a 30 pontos. Não houve pensamento científico (30 pontos), não houve capacidade criativa (30 pontos), não houve minúcias (10 pontos). Alguma pontuação (abaixo de 30) correu, talvez, pelo fator habilidade e parcial clareza.

Espírito da Feira
Vamos nos estender um pouco mais no assunto, pretendendo com isso que o aluno-expositor entenda, realmente, o espírito de uma Feira Científica.

Para tanto, vamos nos prender ao tema-exemplo “Toca-discos mágico”, escolhido como título de destaque, entre as centenas de outros títulos, do profícuo autor-escritor-experimentador eletrônico (além de colega, engenheiro, boa gente, prestativo, etc) Newton Braga. 
Trata-se, como cita o autor em seu trabalho, ... “de um ’simples transmissor de FM cujos sinais são modulados pela cápsula do toca-discos”, onde, após a apresentação do artigo, como funciona, detalhes da montagem, lista de material, detalhes do material, termina com provas e usos", tudo numa seqüência perfeita de profissional renomado em artigos,
livros e revistas eletrônicas. 
O aluno-expositor escolheu tal tema. Tudo bem. Como apresentá-lo dentro do espírito de uma Feira de Ciências. Eis uma sugestão:

De início montar o “stand” de exposição no formato e medidas que apresentamos na Sala 01 desse site. 

Colocar na placa de titulo (1) o texto “Produção de Ondas”. Na placa central, em cima (2), o subtítulo “Ondas Eletromagnéticas e Radiodifusão”. Na lateral esquerda (3), apresentar um breve “Histórico”, sobre as ondas eletromagnéticas (seu trabalho de pesquisa) de Maxwell, Marconi, Hertz, até as transmissões via satélites atuais (pode ser em forma de blocos e pequenos textos), diferenciando AM e FM. 
Na placa central, posição (4), desenvolver assunto sobre “transmissor de baixa potência na faixa de FM”. 
A seguir, colocar o esquema, ladeado pela fonte de pesquisa (pode ser a própria revista aberta na página adequada, com etiqueta com nome do autor), um “texto” (5) resumindo as funções eletrônicas específicas, destacando o conjunto transistor­bobina-capacitor (que será então o fator de destaque do seu tema). 
Coloque as “conclusões finais” (6), sobre a produção de ondas na faixa de FM. 
Na lateral direita, coloque os “testes” (7) realizados pelo próprio aluno para:
ajuste de freqüência, medida de intensidade de campo, alcance obtido, efeitos de corpos próximos sobre o alcance, potência irradiada, possíveis melhorias no sistema irradiante, tentativas de estabilidade de freqüência, dados de medidas elétricas etc., mostrando que, realmente, houve pensamento científico e criatividade em transformar um artigo da revista em bom trabalho de campo.

Entre as laterais do “stand” e sobre a mesa (8), com a maior visibilidade possível, coloque o pequeno toca-discos, a placa da montagem do transmissor (procure destacar nessa montagem o conjunto bobina/transistor/capacitor) e o rádio portátil FM (9).

Dê destaque ao fio que liga o toca-discos com o transmissor (use pequenos postes e etiqueta “sinais de áudio”) e antenas. Esses pequenos postes com etiquetas facilitam bastante, ao expectador, localizar o item ao qual você se refere no seu 'Folheto Explicativo'.

Coloque um interruptor ou chave geral protegida  para ligar todo o conjunto nos momentos oportunos, em lugar de fácil acesso (por exemplo, na borda anterior da mesa). 

Advertência ás músicas
Não use discos com músicas populares ou de tal e qual cantor; você não vai agradar a todos (eu, particularmente, detesto 'rock' e seus derivados). Use um disco cujo conteúdo não dependa de “gostos” (ou preconceitos musicais, como é o meu caso!), tal qual um disco para testes de áudio. 
Em último caso, não dispondo desse disco, a solução é um disco com músIca para crianças (45
rpm, colorido, vistoso e pequeno) como Ciranda cirandinha, Atirei o pau no gato etc., que não deixa dúvida que o sinal de áudio vem dali e não é necessário ficar “brecando e soltando” para justificar a fonte do sinal. Além disso, o alvo de sua exposição, aquilo para o qual você deve chamar a atenção, é a produção de ondas e todo seu trabalho, e não a música do disco — deixe essa outra tal música para a próxima quermesse da escola! 

Concluindo
Agora você transformou seu tema em um projeto para Feira de Ciências. Espero com isso ter mostrado, sobre um exemplo, a diferença entre expor uma montagem de eletrônica e o espírito de uma Feira Científica.

Nessa Sala 15 - Eletrônica, apresentarei algumas montagens eletrônicas, procurando sempre chamar a atenção, em cada uma delas, para a “função eletrônica” que deve ser destacada ou talvez o princípio físico básico associado à montagem. 
Cabe a você, na verdade, idealizar o que vai apresentar e partir para o trabalho de pesquisa. Assim sendo, essas aqui e todas as outras sugestões apresentadas em livros e revistas de eletrônicas são boas para seu tema; porém, nenhuma delas é completa por si só, para a finalidade em questão; para começar não é trabalho de sua autoria. 
Se for trabalho original em eletrônica, esqueça tudo que aqui foi dito, parabéns e boa sorte! 

Antecipadamente agradeço o recebimento de um “xerox" do seu folheto explicativo ou INFORMES sobre o seu tema < leobarretos@uol.com.br >.


 


Copyright © Luiz Ferraz Netto - 2000-2011 ® - Web Máster: Todos os Direitos Reservados

Nova pagina 1