menu_topo

Fale com o professor Lista geral do site Página inicial Envie a um amigo Autor

Conversão direta da energia
(Parte10 - Conversão termomagnética)

Prof. Luiz Ferraz Netto
leobarretos@uol.com.br 

O fenômeno análogo à ferroeletricidade é o ferromagnetismo. É possível construir um conversor baseado em princípios semelhantes aos da ferroeletricidade utilizando uma indutância elétrica provida com núcleo ferromagnético.
Quando a temperatura do material ferromagnético excede à do ponto de Curie, sua permeabilidade magnética diminui rapidamente, fazendo diminuir parcialmente a intensidade do campo magnético. Durante esse processo é possível enviar energia elétrica a uma carga externa. A energia fica armazenada no campo magnético em lugar de armazenar-se num campo elétrico.

Vale lembrar que a ferroeletricidade e o ferromagnetismo são muito semelhantes. As equações que descrevem ambos os fenômenos são quase idênticas: apenas temos que substituir a capacitância por seu equivalente no magnetismo, ou seja, a indutância , e assim sucessivamente.

Tanto a conversão ferroelétrica como a termomagnética representam um tipo de transformação energética devido a redistribuições internas da estrutura cristalina ou molecular dos corpos sólidos. Não há mudanças de fases, como em uma máquina a vapor, porém há transformações de energia.
Em termodinâmica, estas transformações geométricas internas recebem o nome de transições de segunda ordem, para distinguir das transições de primeira ordem que ocorrem nas máquinas térmicas que se utilizam de fluidos que mudam de fase, como a água e o vapor.

Fronteiras
Os homens de ciência e os engenheiros estão permanentemente investigando outros métodos de conversão da energia. Os citados na Matriz de Conversão da Energia (Parte 1) apenas arranham a superfície desse vasto campo.
Fundamentalmente, estamos aprendendo a manipular fótons. Há transformações fotoquímicas, fotoelétricas e inclusive fotomecânicas a ter seus estudos mais aprofundados. Imaginemos a reação entre um elétron e seu equivalente em antimatéria, o pósitron; quando ambos se encontram se aniquilam mutuamente liberando energia. É possível que essa energia venha a ser devidamente controlada e aproveitada algum dia.

Que dispositivo conversor se utilizará no futuro para converter totalmente a matéria em energia? As necessidades de energia para a exploração intersideral são tão grandes que estas viagens resultarão completamente impossíveis enquanto não se descubra um novo sistema que possa transformar completamente a matéria em energia.
Por outro lado, ainda que hoje se ignore completamente os meios para se controlar a energia gravitacional, é possível que algum dia cheguemos a desvendá-los.

O panorama não tem limites.

Questão 5. Um veiculo interplanetário de 1 000 000  kg parte com destino a Alpha Centauri, a estrela mais próxima, a 4,3 ano-luz da Terra. Ele é acelerado até alcançar 9/10 da velocidade de Ia luz. Qual é sua energia cinética? Que quantidade de materia-combustível ele teve que converter completamente em energia para alcançar essa velocidade?

 


Copyright © Luiz Ferraz Netto - 2000-2011 ® - Web Máster: Todos os Direitos Reservados

Nova pagina 1