menu_topo

Fale com o professor Lista geral do site Página inicial Envie a um amigo Autor

Motor didático clássico
(Versão 02)

Prof. Luiz Ferraz Netto [Léo]
leobarretos@uol.com.br

Objetivo
Construção de um pequeno motor elétrico didático; evidenciar as partes básicas de um motor convencional; reconhecer os eletroímãs; ambientar-se com os materiais típicos da física experimental, tais como, fios de cobre esmaltado, sua numeração, bornes, fontes de alimentação etc.

Material
Um rolo de fio de cobre esmaltado # 24
Um rolo de fita crepe
Três pregos de 4" (pouco mais de 10 cm)
Quatro pregos de 2 1/2" (cerca de 6,5 cm)
Quatro pregos de 3" (cerca de 7,5 cm)
Placa de madeira para a base de motor (15 x 15 x 4)cm
Quatro pregos pequenos, sem cabeça
Duas tachas
Duas pilhas secas ou fonte ajustável

Preparando o rotor (armadura)
Como eixo da armadura (rotor) usaremos um prego de 4" (pouco mais de 10 cm). Envolva-o, na região central com uma camada de fita crepe (detalhe A).
Como núcleo da armadura (rotor) usaremos 4 pregos de 2 1/2" (cerca de 6,5 cm), preparados em dois pares unidos invertidos (cabeça de um com a ponta do outro - detalhe B). Pegue o primeiro par de pregos unidos invertidos e passe uma camada de fita crepe; faça o mesmo com o segundo par de pregos. A seguir, coloque o prego 'eixo' entre os pares 'núcleos', em ângulo de 90o ; fixe-os com fita crepe (detalhe C).

Enrole a armadura com duas ou três camadas de fio de cobre esmaltado (qualquer espessura entre # 20 e # 24 servirá). Comece a partir do eixo (deixando uma ponta de fio de cerca de 15 cm) indo para a frente e para trás em cada metade do núcleo; sempre enrolando no mesmo sentido (detalhe D). Deixe outros 15 cm de fio sobrando na outra extremidade livre.
Para formar o comutador, dobre os extremos nus do fio do rotor, como se ilustra  abaixo (detalhe E). Deite os comutadores a meio caminho, sobre a fita crepe do eixo, um de cada lado desse eixo; fixe com tiras finas de fita crepe.

Preparando o estator (campo)
Dobre os dois pregos restantes de 4" (~ 10 cm), a 90o , bem no seu centro (detalhe F); eles participarão do núcleo da bobina de campo (estator). Ajuste as cabeças dos pregos de modo que o espaço entre elas fique em cerca de 7,5 cm). Envolva esses dois pregos ajustados, lado a lado, com duas camadas de fita crepe. Esse núcleo da bobina de campo deve ser envolvido com cerca de 400 espiras de fio de cobre esmaltado (detalhe G). Fixe essa bobina de campo à base de madeira usando dois grampos ou quatro pregos pequenos sem cabeça (detalhe H). Deixe livre pelo menos 15 cm de fio nas extremidades desse enrolamento.

motor completo

Mancais e escovas
Para apoios da armadura (mancais), finque 4 pregos sem cabeça, de 7,5 cm, na base de madeira, dois a dois, afastados um do outro cerca de 0,5 cm (pouco mais que a espessura do prego que serve de eixo para o rotor). Passe algumas voltas de fio de cobre próximo às extremidades livres para apoiar o eixo do rotor (detalhe H). Ajuste a altura desses apoios (mancais) de modo que o rotor gire entre os pólos do estator, livremente.
Raspe as extremidades do fio que forma o enrolamento do campo. Uma das extremidades deverá ser presa na base de madeira com uma tacha e o fio dobrado de modo que toque um dos comutadores do rotor. Um outro fio de cobre, também com a extremidade raspada, deverá ser preso na base, por outra tacha, e dobrado para tocar o outro comutador, como se vê no detalhe H.
As duas extremidades livres serão ligadas à fonte de alimentação.

Motor pronto

 Bom sucesso!

 


Copyright © Luiz Ferraz Netto - 2000-2011 ® - Web Máster: Todos os Direitos Reservados

Nova pagina 1