menu_topo

Fale com o professor Lista geral do site Página inicial Envie a um amigo Autor

Satélites e sondas

Marcelo Moura - Observatório Phoenix
Prof. Luiz Ferraz Netto [Léo]

Entre as ferramentas utilizadas na pesquisa astronômica (veja Os instrumentos dos astrônomos, nesta seção) se destacam os satélites colocados fora da nossa atmosfera e as sondas enviadas a outros planetas.

Desde 1957, quando os russos lançaram o Sputnik, está aberta uma nova janela para o céu, permitindo o desenvolvimento de pesquisas há muito sonhadas, mas impedidas pelo bloqueio maciço da nossa atmosfera. O desenvolvimento dos microprocessadores e da robótica nos permitiu construir sondas, que fotografando e enviando dados de corpos distantes, já ultrapassaram os limites dos planetas mais externos. Milhares de satélites já foram lançados, com as mais diversas finalidades, como a pesquisa cosmológica, comunicação, meteorologia, geoprocessamento e espionagem militar. Mas entre todos, podemos dar destaque especial à pesquisa astronômica. Para os astrônomos, um dos principais satélites em operação é o telescópio espacial Hubble, que tantas descobertas fez na última década pesquisando o espaço profundo.

Sondas enviadas à Lua e aos planetas têm fornecido dados de valor inestimável para a compreensão da constituição e da origem destes corpos celestes.

Mas entre a teoria e a prática da obtenção destes dados podem existir décadas de estudos de viabilidade, planejamento, orçamento e investimento de um exército de cientistas. As etapas mais importantes de um projeto são:

- análise teórica de um fenômeno.
- definição dos objetivos.
- estabelecimento de critérios para sua avaliação.
- avaliação da tecnologia disponível.
- desenvolvimento de tecnologias não disponíveis.
- justificativa e obtenção de recursos.
- definição dos instrumentos necessários.
- projeto e construção dos instrumentos.
- projeto e construção do veículo de transporte.
- lançamento e acompanhamento da trajetória.
- ativação dos instrumentos para coleta de dados e amostras.
- recepção de dados e "feed back" de comandos.
- análise e publicação dos dados obtidos.
- retorno das amostras à Terra, quando for o caso.
- distribuição e análise das amostras.
- publicação das conclusões.

Cada uma destas fases envolve um grande número de cientistas das mais diversas áreas, como matemáticos, engenheiros, técnicos e astrônomos altamente especializados. Atualmente existem programas em todas as fases citadas, algumas disputando há muitos anos as verbas necessárias à sua execução.
Quando acessamos a internet e obtemos uma foto de uma lua de um planeta distante, uma galáxia ou uma super-nova, dificilmente poderemos avaliar o volume de esforços, conhecimentos, recursos e tempo investidos para que esta foto esteja disponível na tela do nosso computador.

Existem atualmente vários satélites e sondas enviando dados, coletando amostras ou transpondo distâncias enormes para atingir este objetivo final. Outras estão sendo preparadas para lançamento, enquanto muitas outras estão em fase de planejamento.

Vamos conhecer melhor alguns dos projetos importantes para a astronomia, atualmente em andamento.
Para evitar confusões os nomes originais dos projetos foram mantidos na maioria dos casos:

 Telescópio Espacial Hubble  Galileo
 Cassini + Huygens  Mars Exploration Rovers
 Mars Sample Return  Gravity probe B
 Gennesys  Estação Espacial Internacional
 Stardust  Mars Express + Beagle2
 Telescópio James Webb  Messenger
 Rosetta + Philae  Soho
 Telescópio Spitzer  Chandra
 XMM - Newton  Mars Global Surveyor
 Mars Odyssey  Ulysses

12-abr-2004

 


Copyright © Luiz Ferraz Netto - 2000-2011 ® - Web Máster: Todos os Direitos Reservados

Nova pagina 1