GMT
Giant Magellan Telescope

Dúvidas e Perguntas?

O dia 16 de junho de 2005 marcou o início do processo de fundição do primeiro espelho de 8,4 metros que irá compor a objetiva de um novo instrumento: O Telescópio Gigante Magalhães. Foi iniciado o procedimento de duas semanas de aquecimento que irá colar as juntas, evaporar as impurezas e aliviar as tensões do molde instalado no forno rotativo do Laboratório Steward de Espelhos de Observatórios da Universidade do Arizona.
Para aliviar o peso do bloco de vidro foram instalados no molde 1750 blocos prismáticos hexagonais de alumina-silica que formarão uma "colméia" da parte traseira do espelho.
Após o 4 de julho será feita uma inspeção rigorosa do molde e o início do aquecimento de 36 toneladas de vidro boro-silicato está programado para o dia 18 de julho. Para fundir o vidro o forno deve atingir a temperatura de 1.176 graus Celsius que será em seguida reduzida lentamente, sob rigoroso controle, por um período de doze semanas.

Arranjo dos espelhos do Telescópio Gigante Magalhães

O gigantesco telescópio receberá sete espelhos de 8,4 metros de diâmetro f/D=1,7 que resultarão em uma abertura equivalente a 24,5 metros. Seis espelhos serão montados em torno de um espelho central, angulados de forma a concentrar por meio de sete secundários, em um arranjo Gregoriano, a luz coletada sobre a imagem do espelho central. Depois de polidos com uma precisão de 15 a 20 nanômetros, eles gerarão imagens com uma resolução dez vezes maior que a do Hubble.

Iniciado o processo de fundição, o GMT é o primeiro telescópio extremamente grande em construção. Completamente montado terá uma massa de 991 toneladas.

Outros estão em projeto, como o Telescópio de Tinta Metros, o Telescópio Gigante de Espelho Segmentado (GSMT), o Euro 50 (VLOT) e o Telescópio Absurdamente Grande (OWLT).

A construção do observatório em Las Campanas, no norte do Chile, deverá estar concluída em 2016. Existe um estudo para a construção de um segundo telescópio com as mesmas características que seria instalado na Antártida.

 11-jul-2005

 

menu_topo

Fale com o professor Lista geral do site Página inicial Envie a um amigo Autor

GMT
Giant Magellan Telescope

Dúvidas e Perguntas?

O dia 16 de junho de 2005 marcou o início do processo de fundição do primeiro espelho de 8,4 metros que irá compor a objetiva de um novo instrumento: O Telescópio Gigante Magalhães. Foi iniciado o procedimento de duas semanas de aquecimento que irá colar as juntas, evaporar as impurezas e aliviar as tensões do molde instalado no forno rotativo do Laboratório Steward de Espelhos de Observatórios da Universidade do Arizona.
Para aliviar o peso do bloco de vidro foram instalados no molde 1750 blocos prismáticos hexagonais de alumina-silica que formarão uma "colméia" da parte traseira do espelho.
Após o 4 de julho será feita uma inspeção rigorosa do molde e o início do aquecimento de 36 toneladas de vidro boro-silicato está programado para o dia 18 de julho. Para fundir o vidro o forno deve atingir a temperatura de 1.176 graus Celsius que será em seguida reduzida lentamente, sob rigoroso controle, por um período de doze semanas.

Arranjo dos espelhos do Telescópio Gigante Magalhães

O gigantesco telescópio receberá sete espelhos de 8,4 metros de diâmetro f/D=1,7 que resultarão em uma abertura equivalente a 24,5 metros. Seis espelhos serão montados em torno de um espelho central, angulados de forma a concentrar por meio de sete secundários, em um arranjo Gregoriano, a luz coletada sobre a imagem do espelho central. Depois de polidos com uma precisão de 15 a 20 nanômetros, eles gerarão imagens com uma resolução dez vezes maior que a do Hubble.

Iniciado o processo de fundição, o GMT é o primeiro telescópio extremamente grande em construção. Completamente montado terá uma massa de 991 toneladas.

Outros estão em projeto, como o Telescópio de Tinta Metros, o Telescópio Gigante de Espelho Segmentado (GSMT), o Euro 50 (VLOT) e o Telescópio Absurdamente Grande (OWLT).

A construção do observatório em Las Campanas, no norte do Chile, deverá estar concluída em 2016. Existe um estudo para a construção de um segundo telescópio com as mesmas características que seria instalado na Antártida.

 11-jul-2005

 


Copyright © Luiz Ferraz Netto - 2000-2011 ® - Web Máster: Todos os Direitos Reservados

Nova pagina 1