menu_topo

Fale com o professor Lista geral do site Página inicial Envie a um amigo Autor

Motor de Flutuação no 3

Este dispositivo de movimento perpétuo provavelmente data da metade do século 19. 

O tambor principal está cheio com um líquido. Nele estão câmaras redondas cheias de ar (ou um vácuo) e conectadas através de varas aos pesos do lado de fora. As varas deslizam em selamentos, sem atrito ou vazamento, é claro. Como ocorre com muitos outros mecanismos propostos, desta natureza , esta imagem é mais complicada que o necessário para ilustrar o princípio pelo qual se supõe que funcione. Os desenhos abaixo mostram apenas um peso e sua câmara de ar imersa em líquido. 
  

Alegação
Quando na posição 1, a flutuabilidade da esfera inferior é o bastante para erguer o peso até a sua posição mais alta. Se o tambor é empurrado agora ele se move em sentido anti-horário, o peso fica a esta distância radial grande, pelo menos até que tenha girado 90°, como se indica em 2. 

Durante o próximo quarto de volta o peso tem um braço de alavanca grande. Ao término deste quarto de volta, na posição 3, a câmara de ar sobe para o topo do tambor, e o peso está agora em sua distância radial menor, (e braço de alavanca menor) onde fica para o próximo quarto de volta (4). Durante o última quarto de volta a flutuabilidade da câmara de ar faz o peso subir até que esteja em seu raio maior. 

Como o torque durante o segundo quarto de volta é maior que durante o terceiro quarto de volta, a roda ganhará mais energia que precisa para se mover para cima durante o quarto quarto de volta. 

Cuidado!
Os princípios que se supõe que façam esta coisa funcionar permitem que o dispositivo seja iniciada por um empurrão em qualquer direção, e funcionaria igualmente bem seja no sentido horário ou anti-horário. Isso é um pouco suspeito, não é? 
Também, se nós imaginarmos o movimento desta roda por um ciclo completo, os estados final e inicial são indistinguíveis, assim o princípio de Stevin nos diz que não irá girar. Contudo ainda gostaríamos de analisar os detalhes para ver exatamente onde o inventor teve seu pensamento 'desencaminhado'. 

Nós lhe daremos uma verba para comprar rolamentos sem atrito, um líquido com viscosidade zero e selamentos à prova de vazamento e sem atrito para as varas móveis. Com toda esta vantagem, por que ainda não funcionará? 

Solução por Ben Mitch (em inglês, tradução em breve).


Copyright © Luiz Ferraz Netto - 2000-2011 ® - Web Máster: Todos os Direitos Reservados

Nova pagina 1