menu_topo

Fale com o professor Lista geral do site Página inicial Envie a um amigo Autor
menu_topo

Manutenção de organismos em laboratório
(Projeto de biologia experimental - Drosófilas)

Prof. Luiz Ferraz Netto [Léo]
leobarretos@uol.com.br
luizferraz.netto@gmail.com

Material

Panela de pressão
4 frascos transparentes de boca larga, de 250 ml, aproximadamente
2 rolhas de cortiça que se adaptem aos frascos
Algodão
Gaze
Barbante
Frutas maduras, de preferência bananas
Açúcar
Fubá ou maisena
Gelatina em pó sem sabor ou ágar-ágar
Fermento de padaria
Tiras de mata-borrão ou papel de filtro
Éter

Captura e Manutenção

Procedimento

As drosófilas ou moscas de frutas são organismos fáceis de capturar e de manter.

a. Para capturar as moscas use 1 ou 2 frascos abertos contendo, como "iscas", pedaços de frutas maduras, principalmente banana.
b. Esterilize outros 2 frascos em panela de pressão (fervendo-os durante 10 minutos).
c. Para alimentar as moscas, prepare o seguinte meio de cultura:

3 partes de açúcar.
2 partes de fubá (ou maisena).
1 parte de gelatina em pó (sem sabor) ou ágar-ágar.

Para cada parte da mistura, acrescente duas de água. Leve ao fogo e deixe ferver durante 5 minutos.

d. Coloque o meio de cultura ainda quente dentro dos frascos, previamente esterilizados. O meio de cultura deverá atingir cerca de 2 cm de altura no frasco.
e. Quando esfriar, coloque dentro de cada frasco uma tira de papel-filtro ou mata-borrão.
f. Antes de introduzir as moscas, dissolva em água um pouco de fermento de padaria e pingue algumas gotas desta mistura sobre o meio de cultura do.frasco. As moscas alimentam-se de lêvedos e estes, por sua vez, consomem o açúcar existente no meio de cultura.
g. Feche cada frasco com um chumaço de algodão envolvido em gaze.

Observação:

Para que os alunos possam fazer observações mais cuidadosas, é necessário que as moscas sejam imobilizadas. A imobilização é feita usando-se um eterizador.

Procedimento

a. O frasco eterizador deve ser igualou, pelo menos, ter boca do mesmo tamanho que os frascos onde as moscas estão sendo mantidas.  
b. Faça um furo no meio da rolha de cortiça e passe por ele um pedaço de lápis, que não deverá ultrapassar a metade do comprimento do frasco quando arrolhado. Em seguida, envolva com várias camadas de gaze a ponta do pedaço de lápis que vai ficar dentro do frasco.
c. Molhe a gaze em éter e ajuste a rolha ao frasco, deixando-o tampado sobre a mesa durante 1 minuto.
d. Segure com a mão esquerda o frasco que contém as moscas.
e. Com a mão direita, destampe o eterizador e, logo em seguida, retire a rolha do frasco que contém as moscas. Vire o frasco com as moscas sobre o eterizador. As bocas dos dois frascos deverão ajustar-se perfeitamente.
f. Segurando os dois frascos com a mão esquerda, dê pequenas batidas no frasco que contém as moscas, para que estas caiam no eterizador.
g. Separe os dois frascos, tampe primeiramente o eterizador (que já está com as moscas) e, em seguida, tampe o outro frasco.
h. Observe que, passado algum tempo (menos de 1 minuto), as moscas começam a se imobilizar.
i. Coloque as moscas sobre um pedaço de papel branco e observe-as até que comecem a se movimentar. Se precisar observá-las por mais tempo, repita toda a operação.
j. Ao terminar seu trabalho, recoloque-as no frasco de onde as retirou, tendo o cuidado de não jogá-las diretamente no meio de cultura e sim na parede lateral do frasco. Para fazê-lo, coloque o frasco horizontalmente. Se você não for usar mais as moscas, poderá deixá-las no eterizador o tempo necessário para matá-las.

Segue Conservação de animais e vegetais mortos


Copyright © Luiz Ferraz Netto - 2000-2011 ® - Web Máster: Todos os Direitos Reservados

Nova pagina 1